quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Valer a Pena


Tanta coisa desperdiçada à tarde
Tanta coisa sagrada no mês de junho
E quanto a você? ♪ 
(John Mayer – Clarity)


Olhe ao redor e respire lentamente, o que você sente?
Sou responsável por cada ato feito em cada segundo e mesmo tendo plena ciência de tudo que faço continuo sem saber o que fazer. Às vezes eu apenas desperdiço meu tempo fazendo o que não vale apena, porém entre algumas vezes vejo que o que parece não valer à pena, vale uma grande lição. Então passa a valer à pena!
Falando em “valer à pena” você sabe o que significa a expressão? (Ou você pensou mesmo que seria pena de “sentir pena”?)
Todos sabem que antigamente não existia caneta, existia uma tinta e a pena para escrever. Essa expressão se refere a essa pena, antigamente as pessoas se perguntavam se valia gastar a pena com as coisas ou histórias que escreviam.
Existem tantas coisas na nossa vida que não acontecem e nem sabemos que poderia acontecer. Verdade! Um exemplo?...
Desencontros.
Os dias são longos e nos entrelaçamos com tantos rostos, não conseguimos lembrar nem de no mínimo dez pessoas que olhamos, talvez de algumas que nos chamaram atenção, mas são tantas faces, tantos gestos e estilos diferentes.
Já parou para pensar quantas vezes você já passou pelo mesmo lugar que o amor da sua vida sem nem conhecê-lo? É..no mesmo instante, juntos! Talvez entrelaçando as faces ou apenas seguindo o mesmo fluxo. Ou quantas vezes se deparou com a hora certa, mas não foi ágil o suficiente pra perceber isso e talvez tenha encarado o que poderia ser um dos melhores dias da sua vida como um dia comum. Você nunca vai saber disto.
- Ahh! Mais isso faz parte da vida, acontece todo instante, é normal!
Sim, é normal. Porém eu não estou falando de destino, estou falando de atitudes!
Existem dias que eu acordo e fico me policiando em tudo que faço e me perguntando “o que será que eu perdi tomando essa atitude?”. Eu sinto muito medo do tempo, pois ele não nos diz o que vem pela frente e independente de errarmos ou acertarmos ele sempre leva um pouco da nossa vida. Não existe tempo só para erros, pois entre tantos erros nós acertamos na vida, mesmo esse acerto sendo a certeza de que vou errar.
Queria poder ser mais rápida, mais corajosa, não desistir tão rápido. Existem vezes que me encontro em um desconforto tão grande que tudo que eu consigo fazer é deitar e sentir as feridas ardendo com o pensamento dizendo “um dia vai sarar”. É..eu preciso parar de alimentar essa covarde covardia, levantar e ignorar os machucados, eu perco muito tempo.
Quando você tenta pegar algo e esse algo sempre foge, você luta por aquilo e quando finalmente pega ele morre em suas mãos, assim são os nossos sonhos, a nossa fé, nossa esperança. Tanta coisa desperdiçada de tarde e quantas vezes eu já me rendi hoje?
Preciso limpar toda essa bagunça e parar de viver com medo do futuro, mas apenas viver intensamente para a dor ser mais leve e que o arrependimento seja por ter feito e não por ter deixado de fazer. Amanhã pode ser muito tarde!

Nenhum comentário:

Postar um comentário