sexta-feira, 15 de julho de 2011

Um Minuto



“Hoje à noite eu conto cada passo que dou por horas em círculos,
Porque não existe nada como o silêncio da madrugada para explicar o que eu sinto!”


 Eu nunca quis cair sem ter a certeza que alguém estaria lá embaixo para me segurar, vivo olhando pra os lados, com os ombros baixos e um suspiro que sussurra “um dia dará tudo certo?”
Eu não sei.
Já tentei mudar o pensamento várias vezes e para ser sincera eu tento mudar os meus erros todos os dias, mas nada muda no final eu sempre pareço a mesma bolha de arrependimentos.
Eu tenho medos tão fúteis que parecem tão grandes para caírem, sempre penso em superá-los como nos games que eu consigo ganhar, mas nada funciona.
Então eu espero nada mais resta além de tentar, pensar, mudar e esperar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário